Ficção

Um assalto que tardou cinco anos para se concretizar

Um assalto que tardou cinco anos para se concretizar

Estreia hoje na Netflix a última temporada de "La casa de papel". Uma saga dividida em duas partes.

As filmagens terminaram em maio, e é hoje que os clientes da Netflix poderão assistir à primeira parte da quinta temporada de "La casa de papel", a última da popular série espanhola.

Álvaro Morte, ator que encarna o professor, já se despediu da série: "As palavras são desnecessárias. Grato, por tanto, por tudo. Aos apoiantes (os primeiros, claro), a toda a equipa de Vancouver e à Netflix. E a si, caro professor. Vou sentir falta de me divertir tanto. Obrigado", escreveu.

Já para o público, os suspeitos de sempre estão de volta. Isto é, a equipa do professor: Úrsula Corberó (Tóquio), Jaime Lorente López (Denver), Pedro Alonso (Berlim), Alba Flores (Nairóbi), Miguel Herrán (Rio), Darko Peric (Helsinque), Itziar Ituño (Raquel) e Esther Acebo (Monica). E também Rodrigo de la Serna (Palermo) e Luka Peros (Marselha), que ingressaram recentemente no gangue mais famoso da ficção.

O roubo, que dura há cinco anos, segue com Lisboa, ex-inspetora da Polícia e amante do professor, a juntar-se ao resto do bando no interior do Banco de Espanha. O maior desafio que enfrentam é o facto de o professor ter sido capturado.

O gangue necessita agora, sem o seu comandante, de concretizar a parte final do roubo e tentar escapar. A questão que esta última temporada vai responder é se conseguem manter a liberdade, ao contrário da última vez, agora que todas as suas identidades foram reveladas.

"La casa de papel" é a série em língua não inglesa mais vista de sempre e ganhou o prémio de melhor série dramática nos Emmy International, em 2018. Terá a sua quinta e última temporada dividida em duas partes: a primeira metade este mês e os cinco capítulos finais a 3 de dezembro. A produção revelou que o primeiro bloco terá cenas repletas de ação, com muitas explosões, tiroteios e mortes inesperadas . A segunda parte, segundo os guionistas da série, serve para mostrar o "lado emocional das personagens e como elas se comportam perante os acontecimentos".

PUB

Entretanto, Alex Piña, criador da série, já deixou a ideia de spin-offs: "Temos muitas possibilidades graças às identidades fortes e poderosas dos personagens".

Xutos & Pontapés cantam "A minha casinha"

Ontem, para comemorar a chegada da quinta e última série de "La casa de papel", a Netflix portuguesa lançou um vídeo com os Xutos & Pontapés a cantarem uma nova versão de "A minha casinha (de papel)". O clip alterna imagens do quarteto português, atuando bordo de um avião e com os uniformes dos protagonistas, com cenas dos novos episódios. O vídeo tornou-se viral rapidamente, ascendendo a milhares de visualizações logo nas primeiras horas de partilha.

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG