Exclusivo

Jovem amputada transformou adversidade em força de campeã

Jovem amputada transformou adversidade em força de campeã

Tânia Chaves ficou sem uma perna mas não desistiu do desporto. Hoje, é a melhor escaladora portuguesa adaptada

Costuma dizer-se que a grandeza de alguém se mede não pela quantidade de vezes que cede perante as barreiras da vida, mas pela forma como se levanta e ultrapassa os obstáculos que lhe são impostos. Tânia Chaves, de 26 anos, provou, desde muito cedo, que estava destinada a grandes feitos, mesmo com a partida ingrata que a vida lhe pregou.

Aos 14 anos, a jovem transmontana, natural de Valpaços, ficou a saber que tinha um osteossarcoma, um tumor maligno com origem em células que formam o osso, os osteoblastos, que pode aparecer, sobretudo, no joelho ou na parte superior do braço.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG