Lamego

Presidente socialista contra ex-presidente social-democrata

Presidente socialista contra ex-presidente social-democrata

Lamego deverá assistir este ano a uma das eleições autárquicas mais interessantes dos últimos anos. Por um lado, Francisco Lopes, que liderou a Câmara durante três mandatos (2005 e 2017), volta a apresentar-se a sufrágio, encabeçando a coligação PSD/CDS-PP. O objetivo é fazer com que a liderança de Ângelo Moura, que se recandidata pelo PS, se resuma a quatro anos.

A escolha de Francisco Lopes não foi pacífica dentro do PSD local e esteve na origem de uma dura carta de desagrado dos atuais vereadores sociais-democratas, dirigida a Rui Rio. "É um nome que envergonha os lamecenses", por ter deixado o poder "debaixo de um manto de suspeições, devido a contratos de obras mal explicados e acessos duvidosos a financiamentos relativamente a duas empresas municipais", denunciaram.

Indiferente às críticas, Francisco Lopes avança sob o lema "contra tudo e contra todos" para dar continuidade a um projeto que teve de interromper, há quatro anos, devido à lei limitação de mandatos.

A CDU e o Chega também já anunciaram os seus candidatos à presidência da Câmara. A coligação do PCP com o PEV renova a aposta em José Pessoa. Há quatro anos, conseguiu eleger um deputado para a Assembleia Municipal. O Chega anunciou Maria Vale como candidata.

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG