Acidente

Erro humano e pista molhada na origem de despiste de avião em Moçambique

Erro humano e pista molhada na origem de despiste de avião em Moçambique

O Instituto da Aviação Civil de Moçambique (IACM) disse esta quarta-feira que um erro humano e pista molhada foram as causas mais prováveis do despiste, em fevereiro, de um avião das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) ao aterrar em Quelimane.

"A causa mais provável deste incidente foi o erro humano, associado a pista molhada de 1800 metros, o que significa que é curta e crítica para o Boeing B737-700", disse João de Abreu, PCA do IACM.

O voo doméstico regular feito por uma aeronave Boeing B737-700, matrícula C9BAR, derrapou em fevereiro ao aterrar pelas 14.40 horas no aeroporto de Quelimane, na Zambézia, oriundo de Maputo, com 92 passageiros a bordo, num incidente que não causou feridos.

Segundo o responsável, a tripulação não considerou que a pista fosse curta, referindo que o avião não apresentava problemas mecânicos, nem eletrónicos.

Para o incidente, pesou "o facto de a tripulação não ter consciência situacional de que a pista estava molhada, com algumas poças [de água]", disse João de Abreu, acrescentando que o copiloto era pouco experiente, com 155 horas de voo.

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG