Grécia

Ministro grego demitido por rir de compensações após incêndios que mataram dezenas

Ministro grego demitido por rir de compensações após incêndios que mataram dezenas

O primeiro-ministro da Grécia, Kyriakos Mitsotakis, demitiu, esta segunda-feira, o ministro da Agricultura depois deste ter aparecido a rir num vídeo, enquanto um funcionário do partido explicava como as compensações pelos desastres naturais podiam ajudar a vencer as eleições.

Num comunicado do governo grego é referido que Kyriakos Mitsotakis conversou com Spilios Livanos, para exigir uma explicação sobre a sua reação àquela "referência inaceitável". O ministro da Agricultura "admitiu que deveria ter reagido de forma diferente" e pediu a demissão, que foi de imediato aceite, segundo o comunicado.

O vídeo em causa é de uma reunião em que Spilios Livanos participou na última semana em Esparta, no sul da Grécia. Nele, o presidente da câmara-- antigo funcionário do Nova Democracia, de Kyriakos Mitsotakis, que esteve no governo em 2004-2009 - é ouvido a dizer que o partido conseguiu vencer as eleições de 2007 contra as probabilidades por ter "levado sacos [de dinheiro] para compensar" as pessoas atingidas pelos incêndios florestais que devastaram o sul da Grécia semanas antes, matando dezenas de pessoas.

Spilios Livanos apareceu no vídeo a rir e a dizer que seria complicado igualar aquela "conquista épica".

Durante a vista a Esparta, o ministro da Agricultura anunciou indemnizações para os agricultores que viram as suas plantações danificadas devido à geada.

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG