Exclusivo

Seis anos após a lei da adoção LGBT ainda há discriminação

Seis anos após a lei da adoção LGBT ainda há discriminação

Técnicos da Segurança Social começam a ter formação na próxima semana. Até hoje foram adotadas 16 crianças, como o Sérgio, que é feliz com dois pais.

José (nome fictício) cortou relações com os pais por estes não aceitarem a sua homossexualidade. Quando casou e quis adotar uma criança com o companheiro de mais de 20 anos, a ausência dos avós foi usada como justificação para rejeitar a adoção.

Este é um dos casos de insucesso relacionados com a lei que permitiu a adoção de crianças por casais do mesmo sexo, que foi aprovada na Assembleia da República há seis anos. O balanço é positivo, dizem os especialistas, mas o caminho para chegar à igualdade ainda é longo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG