Opinião

O Governo não faz tudo

O Governo não faz tudo

O Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), apresentado pelo primeiro-ministro, António Costa, esta semana, será, antes de tudo, uma grande oportunidade de modernizar a economia portuguesa.

Um dos grandes sinais dados pelo Governo é que vai apresentar em Bruxelas um PRR que aumenta a componente de empréstimos às empresas, cerca de 30% dos 14 mil milhões de euros a que Portugal tem direito. A disponibilidade de uma quantidade de dinheiro equivalente a 25% do Produto Interno Bruto em seis anos - dos quais dois terços (30 mil milhões) são a fundo perdido - é, só por si, uma circunstância extraordinária que o país nunca viveu. Por isso, António Costa fez bem em ressaltar que o PRR é "um documento estrutural alicerçado numa visão estratégica de longo prazo e fruto de um amplo processo de discussão".

Ainda é muito cedo para tirar conclusões sobre como correrá o plano de recuperação, até porque há ainda muitas incógnitas, mas pode dizer-se que os investimentos previstos estão razoavelmente escolhidos, pese embora um vazio em relação ao que estará atribuído ao turismo, um dos setores mais atingidos pela pandemia. As principais apostas, como a mobilidade sustentável, a reabilitação de casas para uma maior eficiência energética, a digitalização do setor público, a aposta nas pequenas e médias empresas, a ciência ou as energias renováveis, são áreas em que Portugal pode suprir as suas carências.

No entanto, o resultado do plano não só dependerá da estratégia como também da sua utilização eficaz das empresas, administração pública e agentes sociais. Não podemos voltar ao passado quando Portugal entrou para a então CEE, em que grande parte dos fundos europeus foram mal utilizados, alguns configurando crime. Relativamente às reformas estruturais, estas devem ir em paralelo com projetos concretos, como alterações ao mercado laboral, rever o sistema de pensões ou mudar um sistema fiscal que sobrecarrega em demasia o contribuinte. Mas não esperemos que o Governo faça tudo.

Editor-executivo

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG