Imagens

Últimas

Domingos de Andrade

Os caminhos de Costa

Quando António Costa percebeu que o Orçamento do Estado seria chumbado, as contas pareciam fáceis de fazer. O PSD entrava em ebulição interna, os estudos de opinião davam-lhe uma vantagem confortável sobre Rui Rio e a sua popularidade ombreava com a do presidente da República. Não se discutia quem ganharia as eleições legislativas, mas apenas a dimensão da vitória. E essa dependia da capacidade de responsabilizar os parceiros da Esquerda pela dissolução da Assembleia da República.

Domingos de Andrade

O que travou António Costa?

Quais são os horizontes definidos pelo primeiro-ministro para avançar com uma remodelação do Governo? A questão torna-se premente a partir do momento em que as notícias sobre eventuais alterações de ministros enxameiam a Imprensa e em que o seu ministro do Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, dá uma entrevista, "ingénua", ao "Expresso" confessando vontade de sair para poder ainda ter alguns anos como professor universitário.