Imagens

Últimas

Inês Cardoso

Viver mais, julgar menos

Depois de três semanas de pausa, os alunos regressam amanhã à escola, com os números de casos a baterem recordes diariamente. O simbolismo do momento é gigantesco, por muito que os últimos dias nos tenham preparado para uma mudança de cenário. Enquanto até há pouco só raciocinávamos em função de restrições e de potenciais confinamentos, entrámos numa nova fase em que estão alteradas regras de isolamento e excluídos encerramentos de escolas ou turmas.

Inês Cardoso

"Não amuem"

Conta-se que em maio de 1968 o romancista e professor de literatura Marcel Jouhandeau, ao ver passar um grupo de estudantes, lhes terá gritado: "Vão para casa! Daqui a 20 anos, todos vós sereis notários". Mito ou verdade, a frase sintetiza com pragmatismo o facto de muitas figuras revolucionárias acabarem acomodadas em posições ou princípios quase antagónicos aos que no passado tinham defendido, numa tendência muito humana de deixar cair as grandes causas e sonhos de juventude à medida que os anos passam.

Inês Cardoso

A democracia a funcionar

A três dias da votação do Orçamento do Estado, cresce a sensação de que o país poderá mesmo vir a assistir a uma falta de apoio, inédita nos últimos seis anos, ao Governo socialista. A decisão está nas mãos do PCP, cujo voto António Costa estava habituado a dar por adquirido. Embora continue a indicar disponibilidade para negociar até ao último momento, é cada vez mais improvável que o BE venha a ter do Executivo respostas suficientes para mudar de posição.

Inês Cardoso

O jornalismo é notícia

Há uma regra não escrita nos jornais segundo a qual o jornalista não é notícia. O que nos leva muitas vezes a fazer uma interpretação extensiva e excessiva dessa máxima aplicando-a aos próprios problemas do jornalismo, omitindo o tanto que há para revelar e refletir no setor. Das matérias laborais à profunda crise dos média, são muitos os temas que merecem ser ditos, tal o impacto que essa omissão tem no direito constitucional de informar e ser informado.

Inês Cardoso

Um dia seremos velhos

Pode ser uma simples piada sobre a idade, ou algo mais sério, como a rejeição no mercado de trabalho. O chamado idadismo é ainda pouco debatido, mas a ONU dedicou-lhe um relatório em março e as conclusões são avassaladoras: uma em cada duas pessoas tem atitudes discriminatórias em função da idade. A edição de hoje da "Notícias Magazine" é dedicada ao envelhecimento ativo, mas não escondemos as sombras e os preconceitos que nos levam a ver a idade como um fardo.

Inês Cardoso

O desprestígio fora de Lisboa

Não há como o oportunismo político para retirar relevância àquilo que deveria tê-la. Noutra altura qualquer, fora do tempo ruidoso de campanha eleitoral, a deslocalização do Tribunal Constitucional e do Supremo Tribunal Administrativo e sobretudo o tom vergonhoso do parecer dos juízes do TC contra a mudança para Coimbra teriam justificado amplo debate nacional. Assim acabaram diluídos nas trocas de acusações políticas quanto ao péssimo timing da medida.