Opinião

Febre de domingo à tarde

Febre de domingo à tarde

Esgotados os ângulos de análise sobre o extraordinário 30.º título nacional do F. C. Porto, centremo-nos em alguns pormenores e no futuro bem próximo. Os detalhes que sobram da última jornada no Dragão e os dias que se contam para a disputa da "dobradinha" são o sal que ainda tempera o que resta da época portista.

O golo de Fernando Andrade aos 88, três minutos depois de ter saltado do banco para se estrear na Liga a tempo de ser campeão, é a metáfora em passo de realidade. "Como um de nós", um dos lemas da época. A forma como toda a equipa salta do banco, como uma mola, para festejar o golo que chancela a vitória e o recorde de pontos (91) num campeonato nacional, diz muito sobre o espírito de equipa deste plantel de Sérgio Conceição.

A possibilidade de acrescentar Francisco Meixedo, Rúben Semedo e Cláudio Ramos ao lote de campeões, foi também uma alegria que só a-folga-de-ser-campeão-com-folga permite. No caso de Cláudio Ramos, um acto de inteira justiça: na sombra de Marchesín e de Diogo Costa desde que chegou ao F. C. Porto, há dois anos, o internacional português faz a sua primeira aparição numa equipa principal desde que deixou o Tondela.

O que falta do que resta. Todas as baterias apontadas para a febre de domingo à tarde, com o espírito de que "só a dobradinha salva a época". Descer de divisão nunca pode ser um pré-aviso de força para o jogo seguinte, mas a coragem de tentar não faltará à ex-equipa de Cláudio Ramos. Agora que estamos a cinco dias de poder somar mais um título, saibamos que ao orgulho ferido teremos de contrapor toda a nossa determinação e qualidade. Em nome desta História gloriosa e imortal que tantas vezes nos faz felizes.

Positivo: A festa do F. C. Porto no Dragão e nos Aliados foi imensa, enorme. Após a vitória frente ao Estoril, ninguém arredou pé do estádio.

Negativo: O fel com que alguns tentaram manchar o mérito desportivo do F. C. Porto este ano, inundando as comemorações do título com ameaças de guerra iminente.

o autor escreve segundo a antiga ortografia

PUB

*Adepto do F. C. Porto

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG