Imagens

Últimas

Paula Ferreira

Negócios na Saúde

A lua de mel dos portugueses com o Serviço Nacional de Saúde parece estar a chegar ao fim, caminhando a passos largos para o divórcio. Finda a pandemia, que transformou os profissionais de saúde em heróis, as urgências fecham por falta de médicos especialistas, o que inviabiliza as escalas necessárias. O défice de médicos sente-se maioritariamente aos fins de semana e feriados, aparentemente, por estes não se mostrarem disponíveis a trabalhar a troco de baixa remuneração.