eleições diretas

PSD

"Não adianta anunciarem a minha morte política", diz Montenegro

Em 2005, ao sair da liderança do PSD, Pedro Santana Lopes disse que ia "andar por aí"; quinze anos depois, Luís Montenegro não citou o ex-líder textualmente, mas garantiu que "não vale a pena anunciarem a minha morte política". O candidato derrotado à liderança social-democrata reconheceu o desaire, saudou o "companheiro" Rui Rio, e informou que vai regressar "à condição de militante de base" - embora admita ir ao Congresso de fevereiro.

Imagens

Últimas