Exclusivo

Maestro Borges Coelho multado após demissão da Casa da Música

Maestro Borges Coelho multado após demissão da Casa da Música

Ministério da Cultura aceitou esta semana a resignação e garante que o maestro não terá de pagar os 30 mil euros de coima. Casa da Música afirma que as notificações de multa são "um procedimento normal" e lembra que "o processo não está concluído".

Seis meses depois de ter renunciado ao cargo de administrador da Casa da Música, o maestro José Luís Borges Coelho, um dos três representantes do Estado naquela instituição, foi "surpreendido" com uma multa da Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) que soma quase 30 mil euros. Em causa está o processo sobre os falsos recibos verdes de dezenas de funcionários da Fundação Casa da Música. A primeira carta, assegura o musicólogo ao JN, foi recebida em novembro, com uma coima no valor de 4284 euros que, diz, é suposto pagar do seu próprio bolso. Desde então, e até esta semana, já recebeu mais seis notificações idênticas, que perfazem 29 988 euros. O presidente do Conselho de Administração da Casa da Música, José Alberto Pena do Amaral, e a vice-presidente, Rita Domingues, terão sido multados em valores iguais, refere o maestro. Ou seja, foram multados três dos sete administradores da Casa.

Contactada pelo JN, a Casa da Música confirma "a notificação simultânea do presidente e dos dois vice-presidentes", garante que é "um procedimento normal" e lembra que "o processo não está concluído", pelo que seria "prematuro fazer qualquer comentário adicional".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG