Liga

Boavista nega salários em atraso, Leixões promete cumprir prazos

Boavista nega salários em atraso, Leixões promete cumprir prazos

Os dois clubes falharam a apresentação dos documentos que comprovam a inexistência de dívidas salariais no último controlo.

O Boavista negou a existência de salários em atraso, depois de a Liga de Clubes ter anunciado que os axadrezados foram um dos cinco emblemas profissionais que falharam a apresentação de documentos que provam a ausência de dívidas salariais nos meses de março e abril.

"O Boavista FC tem a situação salarial regularizada com todos os seus profissionais. Não há salários em atraso. A validação do pagamento dos salários junto da Liga Portugal, que vai acontecer nos próximos dias, está apenas dependente de questões formais. Como é do conhecimento público, o Boavista FC está inserido num grupo que contempla a existência de vários clubes e, por isso, tem as suas contas auditadas internamente, o que faz com que, por vezes, haja atrasos nas formalidades que são necessárias entregar na Liga Portugal", disse, ao JN, fonte da SAD boavisteira.

Também o Leixões, outro dos clubes que falharam o controlo, juntamente com Varzim, Académica e Trofense, reagiu para prometer o cumprimento dos prazos.

"Estamos totalmente tranquilos. Vamos cumprir os prazos regulamentares e, por isso, não há motivos para alarme. Os sócios e adeptos podem estar tranquilos porque esta situação não constitui um problema. Estamos a trabalhar para preparar da melhor forma a próxima época, de forma a continuar a honrar o nome do Leixões", esclareceu fonte leixonense, ao JN.

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG