Liga

O prazer de ver a taça antes dos campeões

O prazer de ver a taça antes dos campeões

A redação do Jornal de Notícias, no Porto, viveu uma tarde diferente esta quarta-feira, com a presença de 10 adeptos que tiveram a oportunidade de estar bem perto do troféu de campeão nacional que será entregue, no sábado, à equipa do F. C. Porto.

Numa iniciativa conjunta com a Liga Portuguesa de Futebol Profissional, o nosso jornal promoveu um concurso nas redes sociais, no qual os mais rápidos a responder a uma simples pergunta - "qual o jogador mais novo e o mais velho a sagrar-se campeão nacional em 2021/22" -, tinham a oportunidade de tirar fotografias junto do troféu. Sem qualquer dúvida quanto à questão - "o Pepe e o Chico Conceição, claro" -, Joana Rodrigues, de 33 anos, foi a primeira a viver a experiência. "É um privilégio estar perto da taça antes dos jogadores. Vivo imenso o futebol e claro que só vim porque o F. C. Porto foi campeão", garantiu a técnica de farmácia.

Já Georgina Rodrigues, de 27 anos, bem pode agradecer à gentileza alheia. "Por acaso foi um amigo meu que ganhou o concurso. Mas ele não podia vir e ofereceu-me este mimo. É incrível", assegurou a coordenadora pedagógica, antes de subir ao palco o mais novo dos vencedores.

Luís Guilherme, de apenas 12 anos, chegou à redação do JN com a avó, Palmira Ribeiro, e não demorou um segundo a explicar a razão pela qual participou. "Somos portistas ferrenhos e queríamos ter esta experiência única. Estou mesmo muito feliz, quero agradecer à equipa e dizer-lhe que quero voltar a festejar, agora a Taça de Portugal", disse o estudante do 7.º ano.

José Parreira, também ele estudante, mas de 17 anos, duplicou a experiência em menos de uma semana. Depois de ter tirado foto com a taça de campeão do voleibol feminino, este detentor de lugar anual no Dragão Arena, não perdeu nova oportunidade. "É um prazer enorme ver a taça antes de ir para o nosso incrível museu", referiu o sócio portista desde 2011.

Bruno Rego, de 21 anos, tem tido sorte com as iniciativas do JN. Depois de ganhar dois bilhetes para a Queima das Fitas, a escolha foi fácil. "Usufrui, e muito, dessa noite e, agora, pensei: se calhar ainda ganho outra vez". E ganhou o prémio de ver, bem de perto, o troféu que, no sábado, vai voltar a ver, mas nas mãos dos jogadores, nos Aliados.

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG