Taça de Portugal

Sérgio Conceição e o futuro: "O treinador tem sempre a mala pronta"

Sérgio Conceição e o futuro: "O treinador tem sempre a mala pronta"

Técnico dos dragões diz-se "confiante mas desconfiado" sobre o futuro, mas que "se tudo for normal, tenho dois anos de contrato para cumprir". Garante que a equipa está motivada e que a festa do título não influenciou a preparação.

Na antevisão da final da Taça de Portugal, Sérgio Conceição foi novamente questionado sobre o futuro. "O treinador tem sempre a mala pronta. Ou porque faz as coisas muito bem, ou porque tem resultados negativos e é despedido. O presidente já falou, mas o meu foco é o jogo de amanhã, depois logo vemos o que acontece. Se tudo for normal, tenho dois anos de contrato para cumprir", atirou, revelando ainda que Uribe estará em dúvida até ao dia do jogo, este domingo.

"Até ao último momento vai ser avaliado e veremos se está em condições. Só se estiver a 100% é que vai para o banco ou joga a titular. Há esperanças disso acontecer, no último treino deu sensações positivas. Não é ainda certo que possa ir a jogo, mas há esperança que isso aconteça", disse Conceição, antes de referir que o Tondela é "a equipa mais motivada" que os dragões encontrarão esta época e de abordar o final de contrato de Mbemba.

"O que fui dizendo ao longo destes cinco anos é que o contrato para mim passa-me ao lado. Não sou dirigente. Pode ter um dia de contrato, um ano ou 10 anos, se tem contrato pode jogar. O Mbemba é igual aos outros", assegurou, falando da despromoção do Tondela.

"Conquistámos o principal título, o campeonato, mas o próximo é o mais importante. Amanhã temos a oportunidade de entrar em campo e dar o nosso melhor. Temos de respeitar o Tondela, não olhando para o trajeto deles no campeonato mas sim na taça. Temos de estar confiantes, mas desconfiados. O trajeto que temos, eliminando dois rivais, o Sporting e o Benfica, merecemos estar aqui e os jogadores merecem a cereja no topo do bolo", afirmou ainda, revelando ainda, após o passeio no relvado do Jamor, que, diz, "parece em bom estado". "Falei com os responsáveis, porque está um pouco alta e disseram-me que amanhã leva dois cortes. Está em muito melhor estado do que apanhei há uns tempos", atirou, dizendo que as recentes semanas de festa pelo título não se refletiram na preparação, alertando para as surpresas no final da Taça de Portugal.

"O que vi durante a semana, os festejos no dia seguinte acabaram, mas houve atletas que foram ao centro de treinos fazer tratamentos, outros em recuperação, o Pepe vai sempre fazer recuperação extra, o que diz bem do profissional que é. A semana foi absolutamente normal, muito dedicada. Não pensamos minimamente nos festejos, podemos lembrar é de outras coisas que se passaram, como a Académica ganhar ao Sporting ou o Aves, isso sim temos de lembrar", revelou.

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG