Decisão

António Ramalho de saída do Novo Banco

António Ramalho de saída do Novo Banco

O gestor terá anunciado esta quinta-feira ao Conselho Geral e de Supervisão do banco que irá abandonar as funções executivos a partir de agosto.

António Ramalho estará de saída da liderança do Novo Banco. O gestor terá anunciado esta quinta-feira ao Conselho Geral e de Supervisão do banco que irá abandonar as funções executivos a partir de agosto, segundo o "Jornal de Negócios".

A decisão do gestor, que assumiu os comandos do Novo Banco há quase seis anos, surge depois de o banco ter apresentado lucros anuais pela primeira vez e depois de ter sido envolvido na investigação da Operação Cartão Vermelho. Em causa estão escutas telefónicas a indiciar que o CEO terá tentado preparar o antigo presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, antes das audições no Parlamento a propósito das perdas registadas pelo banco e imputadas ao Fundo de Resolução.

Recentemente, o Novo Banco anunciou um lucro de cerca de 185 milhões de euros - o primeiro resultado anual positivo desde que o banco foi criado em 2014 - e anunciou também que iria pedir mais 209 milhões de euros ao fundo de resolução.

O Dinheiro Vivo contactou o Novo Banco para confirmar as informações, mas até ao momento não foi possível obter um esclarecimento.

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG