Salários

CGD sobe salário mínimo dos trabalhadores dos quadros para 1359 euros

CGD sobe salário mínimo dos trabalhadores dos quadros para 1359 euros

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) aumentou o salário mínimo aos seus trabalhadores dos quadros para 1359 euros, incluindo subsídio de alimentação, o que faz subir o salário médio na instituição para 2462 euros.

"A Caixa Geral de Depósitos (CGD) aumentou o salário mínimo aos trabalhadores nos quadros para 1359 euros. Este aumento coloca a remuneração mínima oferecida pelo banco aos seus colaboradores substancialmente acima daquele que é o vencimento médio a nível nacional", lê-se num comunicado enviado pelo banco liderado por Paulo Macedo.

Desta forma, o salário médio dos trabalhadores que estão nos quadros da CGD "ascende a 2462 euros".

A CGD lembrou que, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), a remuneração bruta média mensal de um trabalhador em Portugal, considerando subsídios de férias e de Natal, subiu para 1361 euros, o que faz com que a nova retribuição mínima dos quadros da Caixa seja "bastante superior".

"Considerando subsídios de férias e de Natal, a retribuição mínima mensal praticada pelo banco ascende a um valor de 1525 euros", ficando, assim, 12% acima da média nacional, apontou a instituição bancária.

A CGD diz que foi o primeiro banco a concluir o processo de revisão da tabela salarial para 2021 e 2022, tendo atualmente uma tabela remuneratória quase 20% superior às dos bancos com que concorre.

PUB

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG