PRR

Governo e Bruxelas assinam acordo que permite desembolso de 1336 milhões

Governo e Bruxelas assinam acordo que permite desembolso de 1336 milhões

O ministro do Planeamento, Nelson de Souza, e o comissário europeu da Economia, Paolo Gentiloni, assinaram o Acordo Operacional que regula a execução do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

Em comunicado enviado às redações, Nelson de Souza explica que se trata do acordo que "estabelece o conjunto de indicadores que definem o exercício semestral de avaliação do cumprimento de metas e marcos, a que Portugal se sujeitará até 2026 para receber o financiamento do PRR".

Assim, a assinatura daquele acordo vai permitir a apresentação do primeiro pedido de desembolso, no valor de 1336 milhões de euros, prevista para a próxima semana.

Aquele valor, apontou o Governo, deverá chegar durante o primeiro trimestre de 2022.

"Em termos acumulados, Portugal terá assim recebido 3494 milhões de euros, que correspondem a 21% do valor total do PRR", referiu o ministro do Planeamento.

Portugal foi o primeiro país da União Europeia a ver aprovado o seu Plano de Recuperação e Resiliência.

O Governo lembrou que, no total, as reformas e os investimentos absorvem 16.644 milhões de euros de financiamento do PRR, distribuídos por 13.944 milhões de euros de subvenções (84%) e 2700 milhões de euros de empréstimos (16%).

PUB

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG