Homicídio

Esfaqueia e estrangula mulher em Arcos de Valdevez

Esfaqueia e estrangula mulher em Arcos de Valdevez

Uma mulher de 55 anos morreu, esta sexta-feira, esfaqueada e estrangulada por um homem, de 38, em Arcos de Valdevez, tendo sido o próprio a acionar os meios de socorro, disse à agência Lusa fonte da GNR.

Segundo a fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo, a "Polícia Judiciária (PJ) encontra-se no local a investigar as causas do homicídio, suspeitando-se de um caso de violência doméstica, uma vez que a vítima e o agressor seriam companheiros ou ex-companheiros". Aquela fonte adiantou que a mulher foi "esfaqueada e estrangulada, tendo sido "o agressor a ligar para o 112, dizendo que tinha matado a mulher".

A fonte da GNR disse desconhecer o local onde ocorreu o homicídio.

O alerta foi dado cerca das 16.26 horas, para o lugar de Penela, na freguesia de Jolda (Madalena) e Rio Cabrão, concelho de Arcos de Valdevez.

À Lusa, o comandante dos Bombeiros Voluntários de Ponte da Barca, corporação acionada para aquela ocorrência, adiantou que à chegada ao local "a mulher encontrava-se em paragem cardiorrespiratória, tendo sido iniciados procedimentos de suporte básico de vida". José Freitas adiantou que "as manobras de reanimação foram suspensas por indicação do médico da Viatura de Emergência Médica (VMER), estacionada no hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo".

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Ponte da Barca disse ter sido acionada para o local uma equipa de psicólogos do INEM.

Às 18.21 horas encontravam-se no local 13 operacionais e seis viaturas dos Bombeiros Voluntários de Ponte da Barca, meios do INEM, GNR e PJ.

PUB

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG