Exclusivo

Ex-chefe da GNR queixa-se de "cabala" montada por colegas

Ex-chefe da GNR queixa-se de "cabala" montada por colegas

Sargento que mandou na investigação criminal em Braga é suspeito de falsificar escalas para receber 8127 euros.

António Vieira, que chefiou o Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da GNR de Braga, entre 2011 e 2017, está a ser julgado pelo alegado recebimento indevido de suplementos de escala, mas afirma-se vítima uma de "cabala ardilosamente montada" no seio da própria corporação. Aponta o dedo a um "elevado número de agentes policiais", subordinados e superiores, "que se deveriam envergonhar de mentirem descaradamente", diz.

"O processo traduz-se numa cabala ardilosamente montada para destruir a minha carreira imaculada na GNR", diz António Vieira, acrescentando que está a pagar "por ser uma pessoa extremamente exigente", junto dos seus "subordinados, que por vezes não viam com bons olhos esta postura de comando".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG