Acórdão

Ex-treinador condenado a 23 anos por ter assassinado ex-mulher à facada no Funchal

Ex-treinador condenado a 23 anos por ter assassinado ex-mulher à facada no Funchal

O Tribunal do Funchal condenou, esta terça-feira, a 23 anos de prisão, Abel Arreiol, de 57 anos, um antigo treinador de futebol, que, no dia 30 de dezembro de 2020, assassinou à facada a sua ex-companheira.

Abel Arreiol treinou, durante alguns anos as camadas jovens do Clube Desportivo Nacional, sendo ainda delegado comercial. O destino do apartamento que pertencia ao casal, entretanto separado, terá estado na origem do crime.

As discussões sobre o destino da habitação eram motivo para discussões constantes entre o casal, e Abel Arreiol terá dito por diversas vezes à ex-mulher, Teresa Fernandes, que a mataria se ficasse sem a casa.

E foi o que aconteceu, após o Tribunal, em 22 de dezembro de 2020, ter decidido atribuir a habituação do casa a Teresa Fernandes.

De acordo com a Acusação, citada pelo DNotícias, o ex-treinador, "tendo tido conhecimento dessa sentença na manhã do dia 30 de dezembro de 2020, formulou, nesse momento, o propósito de tirar a vida a Teresa Fernandes".

Fê-lo nesse dia, ao final da tarde, após deixar um dos filhos no treino de futebol. Dirigiu-se ao apartamento, no Pico das Romeiras, no Funchal, onde estalou mais uma discussão com a ex-mulher. Abel Arreiol terá ido buscar uma faca à cozinha, com a qual desferiu cerca de duas dezenas facadas na vítima, que acabou por morrer no hospital no dia seguinte.

Abel Arreiol terá, ainda, de pagar uma indemnização de 370 mil euros aos dois filhos.

PUB

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG