Exclusivo

"Toni do Penha" acusado de planear homicídio do "Conde"

"Toni do Penha" acusado de planear homicídio do "Conde"

Ministério Público diz que antigo empresário da noite de Guimarães quis vingar-se por pensar que vítima lhe tinha roubado 100 mil euros.

O Ministério Público (MP) acusa António Silva, conhecido como "Toni do Penha", antigo empresário da noite vimaranense, de planear e participar no assassinato do empresário do ramo da eletricidade Fernando Ferreira ("Conde"), a 8 de janeiro de 2020, junto ao rio Ave, entre Barco e Briteiros. O processo tem mais dois arguidos. Hermano Salgado, que terá participado nas agressões fatais e também responderá por crime de homicídio qualificado, e Paulo Ribeiro, um amigo de "Toni do Penha" que fez desaparecer o carro da vítima.

Segundo a versão contada por "Toni" ao juiz de instrução, no dia a seguir ao da sua detenção pela Polícia Judiciária (PJ), cerca de um ano e meio após o crime, o homicídio teria resultado de uma tentativa de persuasão, sem intenção de matar, para tentar recuperar um valor a rondar os 100 mil euros que acreditava ter sido roubado pela vítima de sua casa, quando ali fez trabalhos de eletricidade. O abanão teria corrido mal e Fernando "Conde", ao fugir, caíra no rio Ave, onde veio a ser encontrado duas semanas depois.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG