Dreamplas

PJ investiga incêndio que destruiu fábrica de plásticos na Marinha Grande

PJ investiga incêndio que destruiu fábrica de plásticos na Marinha Grande

O incêndio que consumiu a fábrica de plásticos Dreamplas, na Marinha Grande, distrito de Leiria, terá provocado um prejuízo de "quase um milhão de euros".

"Só o escritório é que ficou de pé. É um prejuízo de quase um milhão de euros", disse à Lusa a sócia e diretora da Dreamplas, Maria João Almeida.

Segundo a responsável, o incêndio, que terá começado fora da fábrica, destruiu por completo a unidade produtiva.

Maria João Almeida referiu que a ocorrência está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

A empresa era recente, criada em 24 de março de 2020, e estava naquele local desde 21 de setembro de 2020, nas antigas instalações da Plastimago, contou, frisando que as instalações eram alugadas.

O incêndio atingiu as instalações da Dreamplas, em Pero Neto, Marinha Grande, na noite de domingo. O combate às chamas mobilizou mais de 50 operacionais, apoiados por 19 viaturas.

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG