Vila Real

Honoris Causa põe Graça Morais entre os melhores da UTAD

Honoris Causa põe Graça Morais entre os melhores da UTAD

Pintora natural de Vila Flor é a segunda mulher a quem a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro atribui o título. A primeira foi Agustina Bessa-Luís

"Esta homenagem honra-me muito e deixa-me muito contente, porque é o reconhecimento da minha obra e da minha pessoa". Foi a reação da pintora Graça Morais ao doutoramento Honoris Causa que lhe foi concedido, hoje, pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD). Mas, apesar de passar a ser "doutora por extenso", quer continuar a ser tratada por "pintora".

"É uma mulher e uma artista extraordinária que a todos nos orgulha. A UTAD, como universidade ligada ao território, cumpre a sua missão de homenagear os seus melhores", justificou o reitor da UTAD, Emídio Gomes.

Graça Morais nasceu no Vieiro, aldeia de Vila Flor, no distrito de Bragança, mas assume a UTAD, com sede em Vila Real, como a universidade da sua região e cujo campus "dava muitas obras de arte". Quando recebeu o convite para o Honoris Causa ficou "muito espantada" e sobretudo muito "honrada", já que foi a segunda mulher a receber o título. A primeira foi Agustina Bessa-Luís.

A pintora vai agora retomar a sua obra, depois de algum tempo dedicada a um painel de azulejos que vai ser inaugurado, este mês, em Almeida, em homenagem a Eduardo Lourenço. No entanto, Graça assumiu que "desde que a guerra na Ucrânia começou entrou num período de grande reflexão", que "não tem sido produtivo".

Graça Morais justificou que a invasão ordenada por "um louco [Vladimir Putin]" criou-lhe um sentimento de "espanto, revolta e, ao mesmo tempo, de medo". Isto porque "é muito perto de nós, as pessoas que fogem estão vestidas como nós, as que ficam são muito pobres ou então são mulheres heroínas que ficaram ao lado dos homens".

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, enviou uma mensagem em vídeo na qual disse que a atribuição do Honoris Causa a Graça Morais é "acolher no claustro dos doutores alguém que, pelos seus méritos excecionais, passa a ser equiparado a um doutor, porque o seu percurso foi diferente, mas vale tanto ou mais que os percursos dos académicos". "Graça Morais honra Portugal", concluiu.

PUB

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG