Reino Unido

Boris Johnson levanta todas as restrições contra a covid-19

Boris Johnson levanta todas as restrições contra a covid-19

O primeiro-ministro inglês Boris Johnson anunciou o fim das restrições de combate à pandemia no país a partir desta quinta-feira. A 1 de abril, termina o isolamento obrigatório de pessoas infetadas com covid-19 e a testagem em massa gratuita.

Boris Johnson disse que os esforços feitos durante os últimos dois anos permitem ao país afastar-se das restrições legais e adotar agora uma posição de responsabilidade pessoal. Até 1 de abril, as pessoas infetadas com covid-19 serão aconselhadas a permanecer em casa, mas depois dessa data, o governo incentivará cada cidadão a ter sentido de responsabilidade pessoal.

"É apenas porque os níveis de imunidade são tão elevados e as mortes estão agora - se alguma coisa - abaixo de onde normalmente se esperaria para esta época do ano que podemos levantar estas restrições", disse o primeiro-ministro Boris Johnson, citado pela BBC. "É apenas porque sabemos que a ómicron é menos severa que os testes", acrescentou.

O governo continuará, no entanto, a assegurar a gratuitidade dos testes a idosos e aos grupos mais vulneráveis, num trabalho conjunto e de proximidade entre ministros e retalhistas. "Vacinas e tratamentos direcionados" estarão em vigor para os mais vulneráveis e para "prevenir um possível ressurgimento do vírus", cita a BBC.

O governo britânico está a aceitar recomendações do órgão consultivo de vacinas do Reino Unido sobre uma possível dose de reforço adicional contra a covid-19, destinada a toda a população com idade superior a 75 anos e aos grupos mais vulneráveis com mais de 12 anos.

PUB

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG