Segurança

Previsto lançamento de míssil norte-coreano durante a visita de Biden a Seul

Previsto lançamento de míssil norte-coreano durante a visita de Biden a Seul

Seul e Washington preveem o lançamento "iminente" de um míssil balístico intercontinental norte-coreano (ICBM) durante a visita do Presidente dos Estados Unidos da América (EUA), Joe Biden, à Coreia do Sul na próxima sexta-feira.

O diretor adjunto do Gabinete de Segurança Nacional da Coreia do Sul, Kim Tae-hyo, afirmou, esta quarta-feira, numa conferência de imprensa que "os preparativos para o lançamento de um ICBM mostram que pode estar para breve".

A CNN, citando um funcionário norte-americano, avançou que a Coreia do Norte parece estar a preparar-se para lançar o míssil "dentro das próximas 48 a 96 horas", coincidindo com a visita de cinco dias à região por Biden, que viajará para Seul na sexta-feira e para o Japão no domingo.

De acordo com Kim, há também um "plano b" no caso de o regime norte-coreano disparar o míssil ou "executar outra provocação, grande ou pequena", estando já preparada uma resposta conjunta por parte das forças armadas de ambos os aliados.

A Coreia do Norte, que tem permanecido fechada ao mundo exterior desde o início da pandemia e inclusive recusado a ajuda de Seul com o aparecimento do primeiro caso de covid-19 no território na semana passada, ignorou todos os apelos da Coreia do Sul e dos EUA para retomar o diálogo, interrompido desde 2019.

No ano passado, o regime aprovou um plano de modernização de armamento, o que explica o número recorde de lançamentos de mísseis pelos militares norte-coreanos - 16 nas 21 semanas decorrentes de 2022 -, bem como o primeiro ensaio nuclear preparado pelo regime, desde 2017, em Punggye-ri.

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG