Cargueiro

Sobe para 64 o número de mortes em naufrágio na costa de Madagáscar

Sobe para 64 o número de mortes em naufrágio na costa de Madagáscar

Balanço de vítimas do naufrágio ocorrido, esta segunda-feira, ao largo da costa oriental de Madagáscar, aumenta para 64 mortos, segundo um novo balanço da Agência Marítima e Portuária (APMF).

O cargueiro "MS France", que virou enquanto navegava entre as áreas de Antanambe e Soanierana Ivango, encontrava-se, segundo relatos dos meios de comunicação local, a operar clandestinamente. A bordo do navio estavam cerca de 130 passageiros, excedendo a capacidade máxima, dos quais 45 foram resgatados, e outros 20 estão ainda desaparecidos.

Segundo informou o diretor de operações marítimas da APMF, Mamy Thierry Randrianavony, na origem do afundamento pode estar uma falha no motor do navio.

O presidente de Madagáscar, Andy Rajoelina, declarou um dia de luto nacional "em memória das vítimas do naufrágio".

Foram acionados para o local vários meios de busca e salvamento, entre eles um helicóptero militar que se despenhou no mar, esta segunda-feira, enquanto transportava o general Serge Gellé..

Gellé foi encontrado vivo na terça-feira, depois de ter nadado durante quase 12 horas, disse num vídeo colocado nas redes sociais. "Ainda não chegou a minha hora de morrer", acrescentou.

Outro passageiro do helicóptero foi salvo, um terceiro morreu e um quarto está desaparecido.

PUB

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG