Exclusivo

Covid recua em Paços de Ferreira e Lousada mas piora no interior

Covid recua em Paços de Ferreira e Lousada mas piora no interior

Seis em cada dez municípios do país no vermelho. Mais grave nos distritos de Bragança e Vila Real. Subida de internamentos redobra pressão sobre hospitais. Morreram 91 pessoas em Portugal.

A pandemia continua a carregar em tons de vermelho no Norte litoral, mas dá sinais de abrandar nos concelhos mais atingidos. Em Lousada, Paços de Ferreira e Felgueiras - os primeiros abrangidos pela nova vaga de restrições, a 23 de outubro - a incidência da covid-19 ainda é das mais altas, mas está a baixar. Em oposição, no interior Norte agrava-se a disseminação do vírus. No país, esta segunda-feira houve mais quatro mil casos e 11 pessoas entraram nos Cuidados Intensivos, redobrando a pressão sobre os hospitais.

Com mais de três mil infeções por cem mil habitantes, é em Lousada e Paços de Ferreira que a infeção é mais grave. Mas é também onde a transmissão mais baixou no Norte: Paços de Ferreira caiu 43% e Lousada 32%. Os dados da Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte, a que o JN acedeu, comparam a semana que acabou a 11 de novembro com a semana anterior. São, por isso, diferentes dos dados da Direção-Geral da Saúde, que se reportam aos 14 dias anteriores a 10 de novembro (a DGS não revela dados da quinzena anterior).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG