Qualidade do ar

DGS alerta: idosos e crianças devem ficar em casa devido às poeiras do Norte de África

DGS alerta: idosos e crianças devem ficar em casa devido às poeiras do Norte de África

Poeiras em suspensão até à próxima quinta-feira, avisa IPMA. DGS faz recomendações à população.

O céu transfigurou-se nesta terça-feira, sobretudo ​​nas regiões Norte e Centro de Portugal, devido a poeiras em suspensão oriundas do Norte de África e que deverão persistir até à próxima quinta-feira. Fenómeno este que deteriora a qualidade do ar, tendo a Direção-Geral da Saúde (DGS) emitido já recomendações à população, aconselhando crianças, idosos e doentes respiratórios ou cardiovasculares a permanecerem em casa.

De acordo com o Instituto Português do Mar e Atmosfera (IPMA), "está a ocorrer o transporte de poeiras sobre o território continental devido a um fluxo de sul induzido pela depressão Célia". As poeiras em suspensão, explica, são "oriundas do norte de África (...) prevendo-se que persistam até ao fim do dia 17, quinta-feira". Cujos "efeitos mais visíveis", amplamente partilhados nesta terça-feira nas redes sociais, "são a alteração da cor do céu visto que as poeiras estão normalmente acima da superfície, embora dependendo da sua concentração possam atingir níveis mais baixos com implicações na qualidade do ar e possíveis impactos na saúde".

Ao JN, a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), responsável pela monitorização da qualidade do ar, prevê "um agravamento para amanhã, dia 16 de março, a todo o território continental". Devendo "diminuir de intensidade a partir de quinta-feira". Situação que a APA "continua a acompanhar", nomeadamente através das estações de monitorização.

Recomendações da DGS

Questionada pelo JN, a DGS alerta para "uma situação de fraca qualidade do ar no Continente, com maior expressão nas regiões Norte e Centro, prevendo-se que a mesma se mantenha durante os dias 16 e 17 de março". Situação que, salienta, aumenta as "concentrações de partículas inaláveis de origem natural no ar". Poluente este (PM10) com "efeitos na saúde humana, principalmente na população mais sensível, crianças e idosos, cujos cuidados de saúde devem ser redobrados".

Razão pela qual, enquanto durar este fenómeno, a DGS recomenda que "crianças, idosos, doentes com problemas respiratórios crónicos, designadamente asma e doentes do foro cardiovascular" permaneçam "no interior dos edifícios e, preferencialmente, com as janelas fechados". A população em geral, por sua vez, "deve evitar os esforços prolongados, limitar a atividade física ao ar livre e evitar a exposição a fatores de risco, tais como o fumo do tabaco e o contacto com produtos irritantes". Em caso de agravamento de sintomas, a DGS aconselha o contacto com a Linha de Saúde 24 (808242424) ou o recurso a um serviço de saúde.

PUB

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG