Exclusivo

Inverno agrava pobreza energética nas cidades

Inverno agrava pobreza energética nas cidades

A eletricidade vai aumentar já a partir deste mês. Um dado adicional que consolida Portugal como um dos países europeus com mais problemas para manter as casas quentes. Mas há pequenos truques que podem ajudar a evitar contas exageradas. Falta de condições em muitas casas faz com que haja muita gente a passar frio durante o inverno.

Entre 1,9 e 3 milhões de portugueses vivem em situação de pobreza energética. Os dados constam da "Estratégia de Longo Prazo Para o Combate à Pobreza Energética 2021-2050", lançada pelo Governo em abril do ano passado e que tem como objetivo traçar metas para debelar o problema.

De acordo com o Índice Europeu de Pobreza Energética Doméstica, publicado pela União Europeia (UE) em 2019, Portugal é o quarto país mais pobre neste campo, apenas abaixo de Eslováquia, Hungria e Bulgária. Já o Eurostat reforçou, em 2020, que o país é o quinto membro da UE onde as pessoas têm menos condições económicas para manter as casas devidamente aquecidas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG