Exclusivo

"O Porto às vezes esquece-se de nós"

"O Porto às vezes esquece-se de nós"

Eduardo Madeira Silva, 25 anos, membro da Associação de Estudantes da ESMAD, defende uma ligação mais forte dos alunos ao campus, à vida académica e à própria cidade de Vila do Conde. Considera a escola "fantástica" mas lamenta que a cantina continue sem funcionar no período noturno, "apesar de haver aulas em horários pós-laborais".

A escola é "fantástica" e só falta "uma ligação mais forte dos alunos ao campus e à terra" e "um olhar mais atento" do Instituto Politécnico do Porto (IPP)". Quem o diz é Eduardo Madeira Silva, que estuda, há seis anos, na Escola Superior de Media, Artes e Design (ESMAD) do IPP.

O jovem portuense apaixonou-se por Vila do Conde. Gaba-lhe a tranquilidade, o mar e o ser "tudo perto".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG