Eleições

"Impossível antes de 16 de janeiro", defende Bloco

"Impossível antes de 16 de janeiro", defende Bloco

A líder do Bloco de Esquerda, Catarina Martins considera que as legislativas devem realizar-se "o mais depressa possível". Tendo em conta os prazos eleitorais e a necessidade de fazer uma campanha "esclarecedora", o BE defendeu ao presidente da República que não se realizem antes de 16 de janeiro.

"É impossível antes de 16 janeiro a partir dessa data o presidente ponderará", afirmou Catarina Martins à saída da audiência com Marcelo Rebelo de Sousa, este sábado, no Palácio de Belém. A coordenadora bloquista alega que são os partidos que têm de se adaptar ao calendário eleitoral e não o país ter de submeter a processos eleitorais partidários.

Assim, sete dos nove partidos com assento parlamentar já foram ouvidos pelo presidente. Seis aceitam a data de 16 de janeiro para a realização das eleições.

A líder do BE sublinhou ainda aos jornalistas que como o Governo não se demitiu e continua "na plenitude das suas funções" pode aprovar medidas como a atualização do Salário Mínimo Nacional ou dos salários da função pública porque "há folga orçamental para isso".

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG