PSD

Mota Pinto apenas mantém dois vice-presidentes

Mota Pinto apenas mantém dois vice-presidentes

Paulo Mota Pinto apenas vai manter dois vice-presidentes da liderança da bancada de Adão Silva. O único candidato à presidência do grupo parlamentar foi buscar nomes próximos de Rui Rio para a renovação.

São apenas dois os vice-presidentes que transitam da liderança de Adão Silva, que foi eleito vice-presidente do Parlamento, para a de Paulo Mota Pinto, o único candidato a avançar à presidência do grupo parlamentar. Trata-se de Ricardo Batista Leite e Catarina Rocha Ferreira. Dois nomes muito próximos de Rui Rio.

Entre seis vice-presidentes, Paulo Mota Pinto alterou, assim, quatro, apostando em mais nomes próximos de Rui Rio como André Coelho Lima e Hugo Carvalho.

Na secretaria mantém-se Hugo Carneiro, secretário-geral adjunto do PSD, e entra Sofia Matos, que foi a escolha pessoal do líder do PSD para encabeçar a lista pelo circulo do Porto, onde Rui Rio avançou em segundo lugar.

De novo entram ainda Fátima Ramos, eleita por Coimbra; Paula Cardoso, de Aveiro; e Paulo Rios, do Porto.

Ao nível das comissões, na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, o PSD manterá como coordenadora a cabeça de lista por Coimbra Mónica Quintela, sendo Ofélia Ramos a vice-coordenadora.

Para a Comissão de Negócios Estrangeiros, Mota Pinto propõe o professor universitário e deputado estreante Tiago Moreira de Sá como coordenador e Pedro Roque como 'vice'.

PUB

Na Defesa, o deputado Carlos Reis subirá a coordenador (era "vice"), coadjuvado por Rui Vilar.

Paulo Moniz e Sérgio Marques serão, respetivamente, coordenador e vice-coordenadores da Comissão de Assuntos Europeus, que era coordenada pela vice-presidente Isabel Meireles.

Na Comissão de Orçamento e Finanças, mantêm-se como coordenador e "vice" Duarte Pacheco e Jorge Paulo Oliveira.

Para a Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas e Habitação, estreia-se como coordenador o novo deputado António Topa Gomes, que terá Márcia Passos como vice-coordenadora.

Como coordenador da Comissão de Agricultura e Mar, o PSD terá o novo deputado Paulo Ramalho e como 'vice' João Marques, que já ocupava esta função.

Mota Pinto mantém como coordenadora da Comissão de Educação, Ciência, Juventude e Desporto a deputada Cláudia André, propondo Carla Madureira como vice-coordenadora.

Na Comissão de Saúde, será Rui Cristina o novo coordenador (era Maló de Abreu) e Pedro Lopes o "vice".

Para a Comissão de Trabalho e Segurança Social, o futuro líder parlamentar escolheu Nuno Carvalho como coordenador (era dos Negócios Estrangeiros) e Helga Correia como "vice".

Na Comissão de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, Bruno Coimbra mantém-se como coordenador, coadjuvado por Sónia Ramos.

Na Comissão de Cultura, Comunicação, estreia-se o deputado Luís Gomes como coordenador e mantém-se Fernanda Velez como vice-coordenadora.

Para a Comissão de Administração Pública, Modernização Administrativa, Descentralização e Poder Local, o PSD muda a equipa e propõe Firmino Marques a coordenar e João Paulo Barbosa de Melo a "vice".

Finalmente, na Comissão Transparência e Estatuto dos Deputados, que teve como coordenador o futuro "vice" da bancada André Coelho Lima, Paulo Mota Pinto propõe como coordenadora a deputada da Madeira Sara Madruga da Costa (era "vice") e Joaquim Pinto Moreira como vice-coordenador.

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG