Programa do Governo

O povo "aguenta, aguenta" a inflação. Mas "até quando?", questionou o BE

O povo "aguenta, aguenta" a inflação. Mas "até quando?", questionou o BE

A primeira intervenção do Bloco de Esquerda (BE) foi de Mariana Mortágua, que começou por questionar o ministro da Economia sobre a atual taxa do ISP e por que razão continua o Governo a tributar a eletricidade em sede de IVA "como se tratasse de um bem de luxo". Pedro Filipe Soares manifestou preocupação com a inflação recorde. "O povo aguenta, aguenta", mas "até quando?", questionou.

O Bloco de Esquerda (BE) considera que o Programa do Governo está "ultrapassado pela realidade. Se o mundo mudou", disse o deputado bloquista, o "Programa do Governo não".

Foi através de um poema de Mário de Sá-Carneiro que Filipe Soares, líder da bancada bloquista, afirmou que falta a Portugal um "golpe de asa", referindo-se ao Programa do Governo. "Um pouco mais de sol eu era brasa, / Um pouco mais de azul eu era além. / Para atingir, faltou-me um golpe de asa...", leu o deputado. "Falta o tal golpe de asa que o país precisa", atirou.

Para os deputados do BE, há um "cartel de preços", acusou Mortágua, praticado pelas grandes superfícies. Filipe Soares entende que há um aproveitamento da conjuntura para aumentar os preços e não poupou a Direita: para os partidos da Direita, a concorrência é mais importante do que as pessoas, concluiu.

PUB

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG