Exclusivo

Ordem avalia conduta do pediatra que pediu suspensão das vacinas

Ordem avalia conduta do pediatra que pediu suspensão das vacinas

Dezasseis médicos pediram ao Conselho Disciplinar que avalie se o presidente do Colégio de Pediatria, que tem apelado à suspensão da vacinação das crianças, violou o código deontológico da Ordem dos Médicos. Bastonário vai convocar Conselho Nacional Executivo e a destituição da direção do colégio está em cima da mesa. Jorge Amil Dias garante que nunca falou em nome da Ordem.

Na carta, enviada ontem para o Conselho Disciplinar do Sul da Ordem dos Médicos, os médicos pedem a avaliação da conduta "por eventual infração disciplinar", em particular dos artigos do código deontológico referentes à proteção individual e da saúde pública de Jorge Amil Dias, presidente do colégio de especialidade de Pediatra.

Em causa está uma entrevista à "SIC Notícias" em que "questionou a competência profissional de colegas, pares médicos pediatras do Hospital Dona Estefânia" a propósito da casuística e seguimento de doentes internados com covid-19, e "fez comentários não fundamentados e que questionam a metodologia dos estudos da agência norte-americana para a proteção da saúde", nomeadamente o Centers for Disease Control and Prevention (CDC).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG