Conselho Nacional

PSD decide diretas a 6 de novembro

PSD decide diretas a 6 de novembro

O PSD vai decidir, no próximo sábado, 6 de novembro, se adia ou mantém as diretas do partido para o dia 4 de dezembro. Em cima da mesa, também está uma proposta de Paulo Rangel para a antecipação do congresso do partido, agendado para 14, 15 e 16 de janeiro.

Segundo uma convocatória, que já se encontra na página oficial do PSD, o Conselho Nacional solicitado por 68 dirigentes apoiantes de Paulo Rangel para decidir a antecipação do congresso marcado para 14, 15 e 16 de janeiro, vai realizar-se no próximo sábado, pelas 15.30 horas, num hotel de Aveiro.

A reunião tem um único ponto na ordem de trabalhos: "Análise da situação política decorrente da não aprovação do Orçamento do Estado para 2022 e da previsível dissolução da Assembleia da República e alteração ao 'Regulamento da Eleição do Presidente da Comissão Política Nacional e do 39º Congresso Nacional? e respetivo cronograma".

Ou seja, os conselheiros nacionais vão ser convidados a pronunciarem-se sobre a proposta do líder do partido, Rui Rio, para adiamento das eleições diretas, marcadas para 4 de dezembro, para uma data posterior às eleições legislativas. Também terão que se pronunciar sobre a proposta de Paulo Rangel para a antecipação do congresso nacional para os dias 17, 18 e 19 de dezembro.

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG