PSD

Rui Rio sugere que marcação de diretas não avance já

Rui Rio sugere que marcação de diretas não avance já

Rui Rio pede ao Conselho Nacional do PSD que adie a marcação de eleições diretas no partido, proposta para o início de dezembro, perante a probabilidade de o Orçamento do Estado para 2022 não ser aprovado e de haver eleições legislativas antecipadas.

O líder do PSD fez uma declaração aos jornalistas, na Assembleia da República, pouco depois de ter sido aprovada uma proposta para que a eleição do presidente do PSD se realize no dia 4 de dezembro e uma eventual segunda volta no dia 11.

Rui Rio considera que "o Conselho Nacional devia ponderar" e só marcar as eleições diretas numa reunião a agendar para depois da votação do Orçamento do Estado.

Mais Notícias (desktop)

Outros Conteúdos GMG