Exclusivo

Segundo período acaba com 28 mil alunos sem todas as aulas

Segundo período acaba com 28 mil alunos sem todas as aulas

Diretores garantem que falta de professores já se sente em todo o país e pedem soluções ao novo ministro.

O segundo período termina esta sexta-feira e, de acordo com as contas da Federação Nacional de Professores, cerca de 28 mil alunos não têm todos os professores. Um número bem longe dos quase 100 mil que começaram o ano letivo sem todas as aulas mas que "estabilizou, nas últimas semanas entre os 20 mil e 30 mil", assegura Mário Nogueira. Responder à escassez de docentes "tem de ser a prioridade da legislatura", defende.

Na semana passada, estavam por preencher, em oferta de escola, 5581 horários, a que se somam mais 2193 lançados segunda e terça-feira. A maioria dos lugares são em Lisboa (1936), Setúbal (797), Faro (471), Porto (462) e Aveiro (345). Sendo as disciplinas mais afetadas, além do 1.º ciclo (895), Português (548), Educação Especial (509). Inglês (367) ou Matemática (251).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG