Exclusivo

Três mil alunos fazem provas de aferição no computador em junho

Três mil alunos fazem provas de aferição no computador em junho

Cerca de três mil alunos vão realizar as provas de aferição teóricas, marcadas para o próximo mês, no computador.

Este é o primeiro passo para a desmaterialização das avaliações que, em 2025, deixarão de ser feitas em papel. Este ano, o projeto-piloto vai abranger 42 escolas de todo o país, incluindo estabelecimentos nas regiões autónomas dos Açores e da Madeira e do ensino de portugueses no estrangeiro. A fase experimental será alargada, em 2023, às provas de final de ciclo de 9.º ano e, em 2024, aos exames do Ensino Secundário (11.º e 12.º anos).

O fim das provas e dos exames em papel prevê um investimento de 12 milhões de euros no Plano de Recuperação e Resiliência. O Instituto de Avaliação Educativa (IAVE) entende que, para que a implementação seja feita, "com a maior segurança e a contribuição de todos", o processo será gradual através da "aplicação de fases experimentais nas várias modalidades de avaliação externa".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG