fado

1939-2021

Carlos do Carmo, morreu a andorinha e a voz de Lisboa

Amanheceu triste o primeiro dia do ano em Portugal, com a morte de Carlos do Carmo, a andorinha e a voz de Lisboa, o fadista do charme e do Bairro da Bica que se despediu dos palcos na data decidida, em novembro de 2019, com três concertos, salas lotadas em Braga, no Porto e em Lisboa, o público de pé, ovação demorada, e ele de lágrimas no rosto antes sequer de começar a cantar o fado que renovou e espraiou pelo mundo. "A vida correu-me bem", repetiu nas últimas entrevistas.

Imagens

Últimas